Mais vida para a ‘Velha Senhora’ de Turim

Foi uma noite de gala em Turim, no mês passado (Janeiro de 2017), quando a Juventus anunciou seu novo Branding. Sua marca histórica foi completamente reformulada baseando-se em conceitos modernos de design, mas sem deixar para trás seu compromisso com a tradição.

O touro que era símbolo da cidade ficou de fora.  O novo logotipo – que é apenas a ponta do iceberg do desenvolvimento do novo Branding -  é simples e leve, mantendo as cores do time, o preto e branco, e a ideia de um escudo, que remete ao touro, mas sem ser literal.

O presidente do clube, Andrea Agnelli, comentou a mudança radical no escudo da equipe, dizendo que a atitude irá ajudar o clube a alcançar novos públicos.

"Para crescer, devemos continuar a vencer e evoluir nossa linguagem para atingir um novo público. O novo logo define um senso de pertencimento, e um estilo que nos permite comunicar o nosso modo de ser", afirmou, em mensagem divulgada no Twitter.

A Juventus percebeu a necessidade de criar experiências para um novo publico, muito mais atento às nuances do design moderno, onde nada precisa ser tão literal, abrindo espaço para um conceito abrangente.

 

Manfredi Ricca, diretor da empresa Interbrand, que desenvolveu as alterações, admitiu que esperava reclamações, mas garantiu que as opiniões mudarão com o tempo. "O novo escudo é apenas uma parte de um amplo plano de desenvolvimento que parte do futebol, mas vai além. Mira o novo mercado e o digital. Não é uma mudança em si, mas na expressão. Uma marca representa a paixão além da parte comercial do clube, por isso a desconfiança é compreensível. Respeitamos os torcedores, mas, com o tempo, eles mudarão de ideia. Do ponto de vista estético, podem gostar ou não, mas todos vão notar a coragem. Os outros times seguirão. A Juve optou por se antecipar. Na realidade, o logo mostra o DNA do clube: coragem e excelência", disse Ricca para "La Gazzetta dello Sport”.

O desenvolvimento de um novo conceito de marca eleva a Juventus a um patamar de modernidade, sem perder suas raízes tradicionais, atraindo um publico mais jovem buscando por experiências impactantes, que vão além de um simples logotipo ou slogan. Esse trabalho é apenas uma parte de uma estratégia empresarial completa para tornar a marca ainda maior.

 

 

Inédito no esporte, a diretoria da Juventus inovou, e o evento “Black and White and More” – feito para apresentar a nova marca - teve um quê de pioneirismo. O novo escudo bianconero em nada se assemelha aos esquemas e tradições do futebol e a Juventus vai explorar a novidade ao máximo. A linha de produtos, por exemplo, será expandida. O logo minimalista tende a globalizar e aumentar o poder de venda de roupas casuais. A Senhora não quer comercializar futebol; ela quer entregar um estilo de vida.

Num mercado extremamente competitivo, a Juventus quer se transformar numa marca mundialmente conhecida e o desenvolvimento de um novo Branding foi o primeiro passo para esse posicionamento estratégico.