Cristiana Grether, designer carioca, é a diretora global de Capacitação em Design da Coca-Cola. Ela foi pioneira ao criar um pensamento local de design para a marca, no Brasil, o que lhe rendeu uma promoção para Atlanta, na sede mundial da companhia. Desde então lidera a maior transformação das embalagens da Coca-Cola nas últimas décadas. Ela organizou todo o trabalho de agências e equipes internas das mais variadas áreas para traduzir, nas embalagens, o conceito de Estratégia de Marca Única, já implementado em mais de 14 países.

Baseando-se no mesmo conceito, a GRAZ faz com que uma marca se torne única no seu mercado. Essa identidade é concebida através de um profundo estudo da marca, elencando suas potencialidades e oportunidades de mercado. A marca única criada com um olhar amplo e estratégico altera os focos da gestão, trazendo clareza nos objetivos.

O artista plástico Andy Warhol disse, certa vez, que “a Coca-Cola é uma Coca-Cola, e nenhuma quantidade de dinheiro pode lhe dar uma Coca-Cola melhor do que a que um morador de rua está bebendo. Todas as Coca-Colas são iguais e todas as Coca-Colas são boas”. Com esse pensamento, o vice-presidente global de Marketing da The Coca-Cola Company, Marcos de Quinto, explicou a Estratégia de Marca Única da Coca-Cola. 

Foi isso que Cristiana fez com as embalagens da bebida: unificou embaixo do mesmo guarda-chuva da marca. “O nosso problema não era a Estratégia de Marca Única, isso já estava definido. Nossa questão era como traduzir essa estratégia para o sistema de embalagens da Coca-Cola", diz ela. Traduzir. Esta é a palavra chave do Branding Senorial. No caso da Coca-Cola, tornar todas as suas variáveis uma única Coca-Cola era o problema do design, resolvido por Cristiana avaliando inúmeras possibilidades, todas elas baseadas na experiência do consumidor.

 

O que é relevante para o consumidor? O que faz com que uma marca seja única, diferente, original? Que conceitos agregam valor a um produto ou serviço? Essas são questões que o branding responde, amplia e desenvolve, criando novas formas de ver e gerir o negócio. É como uma injeção de ânimo na marca, evitando que seus gestores percam o foco ao longo dos anos. Esse conceito de branding é baseado na tendência de experiência de consumo, onde o consumidor percebe o valor agregado através do que a marca oferece enquanto conceito. Uma mudança de posicionamento de marca pode alterar drasticamente o rumo de uma empresa. Não fazer essa mudança quando novas tendências surgem, pode ser um tiro no pé, que em alguns anos vai cobrar seu preço revertendo-se em um número de vendas manco.

A nova tendência de branding baseado em experiências mostra a mudança de comportamento do consumidor, que busca mais que um produto com valor agregado, uma experiência única de compra. Esse é o trabalho da GRAZ: transformar o conceito da marca em algo único, em uma experiência original para o consumidor, trazendo novas formas de interagir com o mercado e novas possibilidades de gestão de vendas. Na GRAZ, nosso trabalho é justamente traduzir as marcas para as novas tendências de mercado, oferecendo um diferencial estratégico único, alinhado com os produtos ou serviços representados, melhorando a experiência do consumidor.

cocacola-NewCocacocacola-NewCoca