ASAS cria selo e se reposiciona no mercado

Empresa do mundo fitness e wellness ganha nova cara e colhe resultados positivos

CLIENTE
ASAS
Fitness e Wellness

Na busca pela criação de um selo e reposicionamento de sua marca, o ASAS, uma assessoria que trabalha com o mundo fitness e wellness, procurou a colaboração e o expertise da equipe GRAZ. A ideia, segundo a empresa, era encontrar uma cara nova e mais profissional para apresentar o trabalho que desenvolve com conhecimento e criatividade.

A marca tem dois serviços: ASAS Club e ASAS Home. O primeiro é um clube de exercícios ao ar livre focado no condicionamento físico, que ajuda as pessoas em novas experiências esportivas ou de lazer. A modalidade home colabora para dar vida aos espaços de lazer dos condomínios, e os transforma em verdadeiros clubes, visando um estilo de vida mais saudável, com segurança e no conforto da própria casa.

Para a personal trainer Priscila Pessim, proprietária do ASAS, a expectativa ao procurar a GRAZ foi encontrar uma definição clara. “Ainda não havíamos ganhado uma cara correspondente ao que queríamos ser e levar para o mundo. Tivemos indicações que se fortaleceram e quando conheci a GRAZ de perto me deu segurança para entregar essa responsabilidade a eles”, diz. 

Após 20 dias de estudo sobre os conceitos da empresa e a entrega do trabalho, o reposicionamento deu certo. 

O ASAS recebeu feedbacks positivos de seus alunos, e o perfil das pessoas que buscam pelos serviços mudou para menos especulações e mais negócios fechados. A marca também adquiriu mais independência para trabalhar nas mídias digitais, sabendo melhor como atuar.

Agora, o ASAS quer continuar mudando a vida das pessoas para melhor, dando a chance de terem acesso a um estilo saudável, atuando com profissionais bem treinados e engajados na forma que combina mais com cada indivíduo.

Recomendo a GRAZ pelo fato de ter produtos bem elaborados para empresas que sabem o que querem ou que precisam se reinventar e não sabem por onde começar”, completa Priscila. Para ela, o investimento foi totalmente justificável, “pela independência que nos deu e que nos motiva a se posicionar no mercado de modo correto e diferenciado”.

REDAÇÃO GRAZ